Redes Sociais

Estamos presentes em várias redes sociais onde colocamos diariamente muitos posts para a nossa reflexão:

Site: http://www.prabnerbertoldo.com

Twitter: http://twitter.com/abnerbertoldo

Instagram: @abnerbertoldo

Blog: https://abnerbertoldo.wordpress.com

Facebook: http://www.facebook.com/prabnerbertoldo

E-mail: abnerbertoldo@hotmail.com

E-mail: abnerbertoldo@gmail.com

 

Imagem

A partir de Janeiro de 2017 estaremos cooperando com o Pr Cláudio Duarte

abner-e-jacira-em-xerem

A Agenda 2016 foi aberta!!!

Série Amor x Paixão

Amor x Paixão - Avião

A primeira marca de quem ama de verdade é abrir espaço em seu mundo para que a pessoa amada exista.

Este é um dos maiores desafios dos recém-casados. Em especial para os homens. É difícil ter que abrir mão, da noite para o dia, da mentalidade de solteiro. E tem gente casada, e casada há muitos anos, que ainda não superou isso. E eu sei que não é fácil, ter que abrir mão, de algo que foi construído ao longo de 20 ou 30 anos da tua vida. Tem muita gente casada que ainda pensa como solteiro. E que ainda age como solteiro.

Nós somos ensinados a ser independentes desde que saímos do ventre das nossas mães: Precisamos aprender a andar sozinho, comer sozinho, ir ao banheiro sozinho, tomar banho sozinho, se arrumar sozinho, ir para escola sozinho. Só que para que os nossos casamentos sejam vitoriosos, precisaremos mudar essa mentalidade de solteiro.

Não dá para casar e continuar vivendo uma vida de solteiro.

Se você tentar fazer isso, você vai destruir teu casamento.

Quando éramos solteiros o nosso mundo era só nosso. O que nós tínhamos de melhor, era só para nós mesmos.

 

Não era necessário dividir a nossa vida com ninguém, dividir o nosso espaço com ninguém, dividir o nosso tempo com ninguém, dividir o nosso dinheiro com ninguém.

Só que a partir do momento que nós nos casamos precisamos nos perguntar: O que vale mais para mim? O que é mais importante?A independência que eu conquistei quando fiquei adulto, ou a pessoa com quem eu me casei? Por que depois que nos casamos: a vida individual precisa deixar de ser a nossa prioridade.

A partir do casamento o que precisa prevalecer é a vida compartilhada. Precisamos aprender a dividir tudo quanto possuímos antes. Para que um casamento seja vivido com qualidade até que a morte separe, não pode haver espaço para o egoísmo.

Série Amor x Paixão

Amor x Paixão - Bronquite - Blog 6

Vamos rir um pouco?

Mas tem horas que somente rindo!!!

Existem pessoas achando que o amor é um sensação incontrolável que nos arrebata os sentidos e nos faz cair de quatro (literalmente).

Mas o razoável é admitir que o amor é o resultado de uma decisão consciente de quem encontrou reciprocidade em dedicar-se a esta pessoa.

Pois existe um ditado bem chulo, mas que guarda muita sabedoria:

“Amar sem ser amado, é o mesmo que se limpar sem ter cag..o”

Amor sem reciprocidade não é amor, e sim ilusão. Amor é o resultado de um período de trocas mútuas, de entregas correspondidas. Pois não temos como amar a quem não conhecemos… E em quem não confiamos.

Amanhã vamos começar a relacionar a três características de quem ama de verdade.

Boa noite!!!

Série Amor x Paixão

Amor x Serviço - Blog 5

 

Gostaria de entrar, hoje, numa área aonde ainda existem muitas pessoas com o entendimento equivocado.

Os poetas glamorizam o amor como se ele fosse aquele esteriótipo dos filmes de Hollywood. E o verdadeiro amor, segundo a palavra de Deus, não é aquilo que vemos nestes filmes.

Até mesmo os dicionários nos confundem, ao tentar definir o amor como sendo um sentimento. Basta ver as muitas definições que são dadas para o amor, para entender o que eu estou afirmando.

Mas se o amor fosse um sentimento, eu teria muita dificuldade para entender o que Jesus disse em Mt 5:44a:                                “Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos…”

E a razão é simples. Não conseguimos controlar os nossos sentimentos. Eles brotam em nosso coração a partir de algumas experiencias que vivemos. Prova disso é que nenhum de nós consegue sentir raiva, saudades ou falta de alguém, se a situação que estivermos vivendo não nos levar a isso. O sentimento é uma resposta instintiva a uma situação vivida.

O que precisamos, e isso demonstra a nossa maturidade cristã, é decidir o que fazer com estes nossos sentimentos. O imaturo traduz em atitudes todos os seus sentimentos, mas aqueles que são maduros na fé sabem que se fizerem isso, terão consequências desastrosas em suas vidas.

Creio que, o que Jesus estava tentando nos ensinar é que, independente do sentimento que esteja em nosso coração, precisamos ter atitudes de amor para com todos… Até mesmo para com os nossos inimigos.

Agora vamos transferir este raciocínio para o relacionamento conjugal… Amanhã!!!

Série Amor x Paixão

Namoro é para a Alma - Blog 5

Alguns casais tem o entendimento equivocado de que o que vai determinar que seu casamento seja vivido em alto nível será o sexo.

Dai por que alguns acham que o “Test Drive” na cama seja melhor maneira para saber se o casamento vai dar certo. E em função disto utilizam muito mal o tempo do namoro.

Ao invés de utilizar o tempo do namoro para conhecer da melhor a alma daquela pessoa com quem irá viver por toda a vida, alguns estão mais preocupados em conhecer o sexo.

Mas o que determina a qualidade de um casamento não á a qualidade do orgasmo. A gente vive de fé em fé (Rm 1:17) e de glória em glória… E não de orgasmo em orgasmo.

Todo casamento precisa que o orgasmo seja com qualidade. Mas se isso for alcançado, mas se não houver carinho, respeito, cumplicidade, humor, diálogo, etc… Nenhum casamento será vivido em alto nível.