108 – Casamento – Uma Viagem Realizada à Dois

Por acaso duas pessoas viajam juntas sem terem combinado antes? (Amós 3.3)
Na viagem conjugal só deve embarcar o casal, e mesmo assim depois de tudo muito bem combinado.
É bem verdade que paramos em várias estações para desfrutarmos da nossa comunhão com parentes e amigos, mas a viagem conjugal precisa ser realizada a dois.
A aliança de casamento precisa ser a aliança principal de todo homem e mulher casados. E por esta razão, o relacionamento conjugal deve receber mais atenção do que todos os outros relacionamentos.
Por falta deste entendimento, alguns casais enfrentam adversidades, quando um dos dois insiste em embarcar pessoas que não deveria.
E mais, como as bagagens individuais, que marido e esposa acumularam ao longo de sua vida de solteiro, influem no sucesso desta viagem.
Abner Bertoldo compara o casamento com uma viagem de longa duração, e de uma forma bastante interessante e bem humorada deixa o seguinte recado:
Ao invés de desistirmos da viagem conjugal nos primeiros conflitos, precisamos encontrar uma forma de superá-los, e a partir dai, fazer com que ela transcorra com muita alegria e prazer, enquanto existir fôlego de vida.

Clique aqui para fazer o download dessa mensagem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s