A Casa Queimada

Um certo homem saiu em uma viagem de avião. Ele era temente a Deus, e sabia que Deus o protegia. Durante a viagem, quando sobrevoavam o mar, um dos motores falhou e o piloto tentou fazer um pouso forçado no oceano. Apesar de ser um exímio piloto, em função da pane no motor, a queda foi inevitável. Todos morreram, mas aquele homem conseguiu sobreviver, agarrado a uma parte da aeronave. Ele esteve boiando, à deriva, por muito tempo, até que a maré o levou à ilha deserta. Ao chegar à praia, exausto, porém vivo, ele agradece a Deus por este livramento de morte, maravilhoso. Para sobreviver, ele se alimentava de peixes, raízes e frutas. Com o passar dos dias, ele conseguiu derrubar algumas árvores e, com muito esforço, construir uma casa improvisada que lhe servia de abrigo. Não era propriamente uma casa, mas uma cabana tosca, com paus e folhas. Porém era o mínimo que ele precisava para se manter protegido, até que chegasse o socorro. Construída a pequena casa, ele ficou muito satisfeito e agradeceu a Deus, porque agora ele poderia dormir sem o risco dos animais selvagens, que poderiam atacá-lo à noite. Num belo dia de sol, ele saiu para sua pescaria e depois de ter pescado muitos peixes voltou para casa, com grande alegria, pois havia sido a melhor pescaria desde que chegara ali. Porém, ao voltar-se na direção de sua casa, qual não foi sua decepção, ao ver sua casa totalmente destruída pelo fogo. Ele se sentou em uma pedra chorando e dizendo em prantos: “Deus! Como é que o Senhor deixou isso acontecer comigo? O Senhor sabe que eu preciso muito desta casa para poder me abrigar, e o Senhor deixou minha casa se queimar todinha. Oh! Deus, O Senhor não tem compaixão de mim?”. Neste exato momento uma mão pousou em seu ombro e ele ouviu uma voz dizendo: “Vamos rapaz?” Ele se virou para ver quem estava falando e qual não foi sua surpresa quando viu na sua frente um marinheiro, todo fardado, que dizia; “Vamos rapaz, nós viemos te resgatar”. Ele ainda atônito e sem entender o que se passava, disse: “Mas como isto é possível? Como vocês souberam que eu estava aqui?” No que respondeu o marinheiro: “Ora amigo! Vimos seus sinais de fumaça pedindo socorro. O capitão então ordenou que parássemos o navio e me mandou vir te buscar naquele bote ali adiante.”  

Lembre-se: Se em alguma situação da sua vida, seu único abrigo estiver em chamas, esse pode ser o sinal de fumaça que fará chegar, até você, a graça divina.

Anúncios

Uma resposta para “A Casa Queimada

  1. Este é o verdadeiro “Fogo Santo”. Amém!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s